sábado, 2 de agosto de 2014

É o início de um "belo" estado-espiral.


Pelo facto de ainda não ter alcançado um dos meus objectivos para este ano, e de saber que a próxima hipótese é daqui a um ano, questiono tantas a minha força perante a Vida, a minha aprendizagem Nela, e a minha luta individual. 
Questiono, muito. E há dias em que a resposta do nosso corpo faz latejar o nosso cérebro. Outros há em que o encolhe os nossos membros. E ainda outros existem em que a alma fica tão picante que, as nossas lágrimas deviam passar de salgado a doce, só para acalmar a dor que nela vai. Há dias em que de nenhum lado chega uma resposta capaz e única coisa que se aproxima são mais e mais questões.  É o início de um "belo" estado-espiral.

Lutei o suficiente?
Batalhei o que devia?
Mexi-me como podia?
...

Há dias em que sabemos as respostas a todas as questões e não gostamos de nenhuma delas... São verdadeiros pesadelos. 
Há dias em que só o Amor verdadeiro e infinito salvam esta nação. Nenhum outro o faz. Eu tenho cá desse!

Sem comentários:

Enviar um comentário