terça-feira, 21 de maio de 2013

A Over it é portuguesa e um belo exemplo

Ao ouvir este Martim falar aparece-me um sorriso nos lábios,  ar quente no peito, os pêlos eriçam-se e surge a vontade de dar um muro na mesa do Gaspar e de todos os que, tal como ele, acham que as gerações posteriores às suas são gerações medíocres, à rasca e sem valor. O Crato detesta ter professores e alunos criativos, é mais fácil tê-los cientificamente competentes e humanamente incapazes, chateiam menos, dão menos trabalho e no fim do processo só necessitam obedecer ao que está postulado, escrito e provado. Este Martim deve ter sugado a paciência dos seus professores, pais e afins! Deve ser um miúdo irrequieto, perguntador, desafiador, aventureiro... daqueles que são criativos e que os professores Crateanos tanto detestam. Este Martim que aqui se vê desafiou o Crato, o Gaspar, a Sra Raquel Varela (historiadora, que se picou e necessitou abrir a cauda de pavão tentando deitar por terra o brilhante exemplo que ouviu...), o Silva, a Merkel, o "Ai aguenta, aguenta" e outros tantos mais. Este Martim até pode ter muito dinheiro para investir, ser um "miúdo da linha", mas o que é certo é que se mexeu e já bateu aos pontos muitos que se ficam pelo lamentar. Já encontrei a página da sua marca no Fb e deixo-a aqui para "gostarem" dela: Over it Martim! Quando for grande serei como tu!

2 comentários:

  1. Ótimo exemplo, está 'bombando' também no Brasil. Alguma alma bondosa, por gentileza, coloque legendas em inglês para que desperte muitos jovens pelo mundo. Parabéns ao Martin!

    ResponderEliminar
  2. Boa sugestão Walmor! Será que tem alma bondosa para isso? O "Martim " tem que se multiplicar em todos os cantos do mundo! Obrigada! Beijos Sabura

    ResponderEliminar