quinta-feira, 9 de maio de 2013

Prisão em céu aberto

Tudo acontecia enquanto eu não chegava lá... o cavalo festejava a liberdade no seu campo; o homem carregava com o braço esquerdo um molho de margaridas e com o direito ajudava a mão a recolher mais flores; a mulher caminhava na estrada equilibrando um alguidar na cabeça; o pastor encaminhava as ovelhas; o miúdo corria atrás da bola; as mulheres conversavam sentadas no cimento; os homens fumavam e jogavam cartas de baixo da oliveira...  Tinha sido enquadrada no rectângulo do realizador. Dentro daquele quadro cinzento tinham deixado cair umas quantas pingas coloridas. Numa prisão a céu aberto, as pintas coloridas surgem entre muros de betão, numa esquina sombria... e conseguem carregar-nos de esperança Na Vida. 

Sem comentários:

Enviar um comentário