domingo, 14 de julho de 2013

Fartura e Rifa de verão

Não há Verão sem fartura e rifa. Ontem iniciou o jogo da sorte nas rifas. Toma lá cinco euros e dá cá dez papelinhos bem enrolados e coloridos. A ansiedade toma conta dos dedos encharcando-os em suor, o que não permite uma acção rápida na descoberta. Desenrola uma, desenrola outra e a sorte aparece num papel amarelo, e num verde. A felicidade floresce até ao momento em que, o estimado padre da paróquia se cruza no caminho do balcão de atendimento, e com ele leva uma mão cheia de prémios para reclamar. "Quantas tirou, padre?", "Binte e cinco, menino", "E calhou isso tudo?! Mas isso é muito", "Si, calhou mas lembra que tirei binte e cinco", " Sim, mas tem muitas... na verdade. Já sei... foi o Jesus que o ajudou!"
Após 14 horas...
"Aquele Padre fez batota, de certeza... ele nem dentes tinha!"

Sem comentários:

Enviar um comentário