quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Espírito Belong armadilha cartas

(ao telefone)

Filha... recebeste uma carta que eu acho que pode estar armadilhada!

O quê?! Oi?! Hein?! Quem?! Como?! (passou-se de vez... o espumante da passagem de ano começa agora a fazer efeito!) O quê?! Uma carta armadilhada? Mas estás louca?!

Ai filha sei lá... quando abri o correio vi um envelope que só tinha o teu primeiro e último nome, de um remetente esquisito... olha... e eu acho que pode estar armadilhada. Tu não tens inimigos mas nunca se sabe!

O quê?! Oh mãe pára lá com isso e explica-me como é que é a carta...

Está bem! Eu vou buscá-la lá fora...

Lá fora?!

Sim, eu deixei-a pendurada no portão. Não fosse aquilo explodir, não é?!

O quê?!

...

Estás a ver, eu vou abanar o envelope e vais ouvir o barulho esquisito que faz...

shhhhc  shhhhc shhhc    É esquisito ou não?!

Oh mãe, lê por favor o nome do remetente

Ok... Bélongue

Bélongue?! (tradução simultânea de inglês mãe - inglês ofocial) Belong? Ahhhhhhh Belong! Abana outra vez, por favor! Já sei de onde vem! Tranquila é uma oferta surpresa!

... tinha razão a minha mãe, era uma carta armadilhada de espírito Belong e cheia de sementes de alfazema! Que bonito! Gosto deste espírito! Belong to nature, staying & feeling and growing & tasting! Obrigada, nós iremos Belong no nosso próximo quintal! (pior mesmo é a Humanidade deste cantinho de Portugal pensar que o Antrax pode chegar cá ou que esse tipo de terrorismo é possível... andamos inseguros, senhores governantes!)







Sem comentários:

Enviar um comentário