sábado, 1 de fevereiro de 2014

Gestores de Bolsillos

Ainda ontem percebi que somos Gestores de Bolsillos. Para além da água e dos orgãos que nos constituem foram descobertos os Bolsillos. Bolsillos de diferentes feitios e texturas. Bolsillos com diferentes funções. Bolsillos de diferentes dimensões, feitos à medida de cada um.   

bolsillo da entrega
bolsillo da honestidade
bolsillo da razão
bolsillo da emoção
bolsillo da paixão
bolsillo da vaidade
bolsillo do amor próprio
bolsillo do amor pelo outro
bolsillo da humildade
bolsillo da ambição
bolsillo da fuga
bolsillo do conhecimento
bolsillo da criatividade
bolsillo do empreendedorismo
bolsillo da gratidão
bolsillo da raiva
bolsillo da pena
bolsillo da culpa
bolsillos da aventura
bolsillos da fidelidade

Se quisermos valorizar cada um dos Bolsillos não o podemos deixar sozinho. Os Bolsillos devem funcionar em equipas de, pelo menos, dois. 

Para tudo estar equilibrado temos de reajustar as quantidades que existem em cada um deles. Não adianta tentar fechá-los ou reforçar as costuras. Não cedem a linhas direitas cosidas a torto. A única linha que os une é o Tempo. Ele encarregar-se-á de Se distribuir pelos bolsillos certos e de, em conjunto, unificar-Nos. 




Sem comentários:

Enviar um comentário