quarta-feira, 30 de abril de 2014

Há manhãs que parecem dias inteiros...

Há manhãs que parecem dias inteiros... 

Ao terminar o almoço, pensei na despedida que fiz ao meu filho, esta manhã, quando o deixei na escola... e aquilo pareceu-me tão distante! Ao contrário do trabalho que se avizinha (ou melhor, mantém) para as próximas semanas, que me parece já tão próximo. O Tempo prega com cada partida.  
Vale-nos uma descida ao nosso querido Sul. 
Os "S.S.S. - Somos Sempre Sul!" estão desejosos de apontar a agulha magnética para Sul e descer, descer, descer até molhar os dedos dos pés naquele mar do Atlântico que nos é tão "revitalizador", querido, desejado!

Pensei em inúmeros programas para o Dia da Mãe, e na realidade, o que eu quero mesmo é ser Mãe, a tempo inteiro, nestes dias. Mas uma Super-Mãe, com direito ao branco do silêncio, ao cor-de-laranja das correrias, ao verde da relva, ao castanho da areia, ao azul do mar, ao amarelo do sol, ao encarnado do amor.

Também desejo ser Hiper-Mega-Estupida e Pirosamente mimada em todas as cores!

Dos inúmeros programas que imaginei surgiam-me sempre as palavras: "praia", "havaianas", "sol", "caminhadas", "serenidade", "feriado-ponte", "Sardenha" e "Menorca". Estavam completamente de fora as palavras "custo elevado" (porque será?!), "avião". E dentro desta mescla de palavras encontrámos a melhor solução. Aquela com a qual o meu Guerreiro até já saliva de contentamento! 

Estas serão as nossas expressões nos próximos dias... 







Estas serão as paisagens que não iremos ver devido à proibição da palavra "avião"...


"Sardenha"



"Menorca"



Sem comentários:

Enviar um comentário