terça-feira, 22 de abril de 2014

Na história do 25 de abril caíram que nem passarinhos

Na sala éramos nove crianças e um adulto.

A história era sobre o Salazar, a Pide, a Dona Celeste dos cravos, o Salgueiro Maia, a guerra, a liberdade, o lápis azul, os isqueiros, o dia 25 de Abril de 1974...

Eram nove e três caíram que nem passarinhos quando adormeceram ao ouvir as histórias; três tentaram, durante uma hora, revolucionar os olhos para os manter abertos e somente três conseguiram chegar ao momento em que se cantou a segunda senha...

(em sussurro para não acordar ninguém... "Oh professora, mas essa cidade era mesmo "Grando"? Ou era assim do tamanho daqui?!") 


Balanço positivo e muito sereno neste primeiro dia de aulas. A combinar com a Revolução.




Sem comentários:

Enviar um comentário