terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Carnaval e a tradição do ocidente



Ensinaram-te a gostar dos outros e não a gostar de ti. Ensinaram-te a mascarar para os outros e não seres tu. Ensinaram-te a responder aos outros e  não a responderes a ti. E hoje sentes-te preso a tudo, e sem nenhum lastro a lado algum. 

O carnaval serve para isso, para voltarmos a ser o que sempre quisemos mas não nos ensinaram, não validaram ou nem educaram para tal. E para isso vestimos o fato de super herói, louco, certinho, rebelde, diabólico, curador, mulher, homem, e desta forma somos quem queremos ser. Envolto em folia, que só assim o Homem se solta e volta a ser Menino.

Três ou quatro dias de folia, mascarados de quem, no íntimo, desejamos ser. Desejamos ser mais loucos, mais audazes, mais corajosos, mais claros. Desejamos ser mais corajosos, audazes, atentos ou sensíveis como os Meninos mas na pele do Adulto.

Que amanhã se coloquem as máscaras de Menino e se deixe em casa as de Adulto...


Sem comentários:

Enviar um comentário