terça-feira, 26 de março de 2013

Pé de atleta

Na demanda de uns trapinhos, num espaço comercial, passamos por um parque infantil...

- Posso, posso, posso?!?!?!?!
- Sim, mas quando eu precisar que voltes não pedes "mais um bocadinho", combinado?
- Combinado!
...
- Ohhhh está fechado!
-Pois é, está escrito que se "encontra em manutenção", ou seja, está fechado para obras. Vamos andando!
...
- Já sei porque é que está fechado. Já sei, já.
- Então?
- Foram uns ladrões que ali estiveram com pé de atleta e agora nós não podemos entrar lá para dentro... ainda bem que os senhores nos avisaram! 

Melhor explicação não há. A junção de ladrões e pés de atleta é de terror, medonha, repele qualquer um. E eu acho que o "pé de atleta" é uma boa solução para quando não queremos que invadam o nosso espaço. Dizer que estamos carregadinhos de fungos de pé de atleta, mão de atleta, unha de atleta, cabelo de atleta, é motivo mais que suficiente para ninguém se aproximar. Imagino-me nas filas das repartições dos serviços públicos carregando a minha sinalética de "Pé de atleta" e todo o mundo a afastar-se. Imagino as filas do supermercado a abrirem, os maus-olhados a desviarem-se; os sherpas de más energias a evitarem estar connosco; os maus acontecimentos, decisões a voarem para longe; as pessoas que nos querem mal a desejarem o nosso bem para voltarem a estar connosco... Às vezes apetecia-me ter um bocadinho deste "Pé de atleta", não necessariamente no corpo, podia ser em spray. A polícia que experimente dizer que em vez de "gás pimenta" tem "gás pé de atleta" e é ver a dispersão imediata. Às vezes apetecia-me ter um bocadinho deste "Pé de atleta"... facilitava a vida em muitos momentos!

Sem comentários:

Enviar um comentário