sexta-feira, 3 de julho de 2015

Há dias ao contrário



Há dias ao contrário

quando acordas de manhã, levas o teu filho ao teu surf, apetece-te por tudo ficar mas não podes... devia ser ao contrário

quando visitas uma amiga, na cama de um hospital e vês o que não queres... devia ser ao contrário

quando percebes, finalmente, a razão pela qual a carta nunca chegou, porque alguém trocou o lugar do destinatário pelo do remetente... devia ser ao contrário

quando recebes uma carta, escrita com tinta de esferográfica e muito amor, e o envelope foi escrito de pernas para o ar... devia ser ao contrário

quando fazes contas caseiras orçamentais e, em vez de sobrar, falta...  devia ser ao contrário

quando uma ceramista te dedica um poema, e tu nunca conseguirás dedicar-lhe uma peça em cerâmica... devia ser ao contrário 

... 

finalmente, e contrariamente ao que estava previsto,

quando o fim de semana é alterado, fica ao contrário, e tu passas a poder entregar-te a dois braços... o contrário deu certo e o dia acaba no sítio onde começou... alinhado em amor.


Sem comentários:

Enviar um comentário