quarta-feira, 29 de maio de 2013

Proibida a entrada

Às vezes apetece-me ter isto pintado no meu mural virtual...

"É proibida a entrada, no Beijo Sabura, a:
- pessoas que gostam de ver outras pessoas sofrer
- pessoas que acham que podem fazer os outros sofrem
- pessoas que, durante o dia, gastam 70% ou mais, do seu tempo, a olhar para o seu umbigo
- pessoas que, durante o dia, gastam 70% ou mais, do seu tempo, a olhar para o umbigo dos outros e se esqueçam do seu
- pessoas que acham que na sua barriga cabe um rei
- pessoas que ousam achincalhar a vida de uma criança porque se esqueceram de olhar para ela, e gastaram os restantes 30% do seu tempo a olhar para o seu próprio umbigo
- pessoas que nunca conseguem ver, ouvir e sentir o todo
- pessoas que nunca conseguem ver, ouvir e sentir uma parte
- pessoas que nunca conseguem ver, ouvir e sentir o lado de lá
- pessoas que acham que são marionetista de humanos

Ficarão sujeitas a uma avaliação de entrada, as pessoas que:
- não saibam limpar a poeira dos ombros
- não subam ao céu para ver o reflexo da lua
- não abram a boca ao ver fogo-de-artifício
- não abram os braços agradecendo a vida
- não saibam andar pelos atalhos da vida
- não param em todos os apeadeiros da vida
- não sorriam com todo o corpo
- não saibam o tamanho do sorriso do outro
- não vivam ocupadas consigo"

Mas eu sei que, não seriam vocês os que ficariam proibidos de entrar... A nós tchim, tchim! 


Tempo certo

Às vezes dou-me conta que cheguei tarde. Outras são as vezes em que me dizem que cheguei demasiado tarde. Outras ainda que, quando dei conta delas, já não existiam. Às vezes, quando lá chego, vou tão atrasada, que em vez de chegar tarde, chego velha. É o que acontece quando andamos no Tempo certo.

terça-feira, 28 de maio de 2013

SS - Sagres Sabura

O ALLGARVE voltou a ser ALGARVE. Talvez pelo período que atravessamos, o ALgarve tenha perdido um L, e tenha voltado a ser só nosso! O que é certo é que ele continua com o seu encanto. Devem existir poucos sítios no mundo como o nosso extremo Ocidental, localizado a Sul deste país. Paisagens bem definidas, que oscilam entre o recorte bruto e o ondular da vegetação rasteira, e sempre acariciadas pelos ventos. Onde a terra acaba e o mar começa, é o nosso lugar preferido. As pessoas que por lá passam não ficam iguais o resto da sua vida... Os Deuses reunem-se todos os dias e decidem o que oferecer aos seus convidados. Por norma, oferecem-nos o cheiro das estevas, a água límpida, a rigidez da temperatura. Mas também todos os dias nos enchem os olhos com um pôr-de-sol, que nos faz sentir tão pequeninos. Em Sagres, o espírito agreste da natureza leva os humanos a abrigarem-se no seu Ser. E o espírito de quem por lá passa é unanime... somos sempre  convidados, nunca donos de nada. Todos os dias  contemplamos e agradecemos o espectáculo oferecido pela mãe Natureza!

















Namasté














sexta-feira, 24 de maio de 2013

Fim de uma semana

Encontro marcado a SUL!

Beijos sabura

Voluntariado na Feira

Há coisas que me encanitam... dizem que é novidade o voluntariado na Feira do Livro de Lisboa... será mesmo novidade?!

Seria tudo mais difícil

Seria tudo mais difícil se ela não andasse por perto. Seria tudo mais escuro e sem brilho, se ela não partilhasse o meu caminho. Seria mesmo impossível viver sem ela. De cada vez que nos encontramos parece ser sempre a primeira vez. Os olhos colam-se, o corpo estremece, o bater de coração aumenta, o silêncio sai da boca para fora. E de tão fortes que somos, conseguimos a proeza de fazer parar o tempo, de segredar o mundo, de encher a pele com flor, de um só olhar... Hoje apareceu-me sem eu dar conta, logo de mansinho levantou-me os pés e voltou a fazer-me voar... leve palavra. Palavra do tamanho certo que encaixa na anterior, e na seguinte. Palavra feita à medida para nos ir enchendo a vida e nunca deixarmos de ter espaço para elas.


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Aquele abraço...

Aquele abraço...


(um dia destes mando-vos um abraço de lá, daquela terra que dizem ser linda!)

Palavras nas gavetas

Quando as palavras nos enchem as gavetas ... 
Dizem que, por norma, as mulheres têm várias caixas no cérebro e que os homens têm apenas  uma. Não sei se é verdade. Em mim tenho várias gavetas, sim. As que eu mais gosto são as gavetas de palavras. Gavetas com  palavras de esperança, em que o seu fundo é forrado a relva recém cortado. Gavetas com palavras de luta, onde existem muitos papéis recortados, post it, recados e fotografias. Gavetas de palavras amargas, que quando se abrem cheira a coentros. Gavetas com palavras de amor, embrulhadas em cheiro de jasmim. Gavetas com palavras especiais, tais como as eleitas de hoje: "Projecto" e "Equipa". Gosto delas e são estas que hoje saltam da gaveta. Esta gaveta guarda um projecto que, em breve, irá ganhar forma. Mais tarde tenho a certeza que será guardado na gaveta com palavras de esperança...

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Dia de Rita e de Abraço

Ouvi dizer que hoje é dia da Rita e do Abraço... é que melhor combinação não podia existir. A Rita é a santa das causas impossíveis, e também é verdade, costumo dizer "se fosse fácil não era para mim". Os Abraços são uma constante na vida. Agradeço ao Universo, Cosmos, Senhor Pité pelas benções enviadas... 
Daqui segue um abraço daqueles de partir os ossos, bem sentido e com força.
Não me abracem com palmadinhas nas costas.
Não me abracem com pouca força.
Não me abracem pelo favor.
Abraço é colar à memória a respiração, a tranquilidade, a partilha, o abrigo. 
Abraço é colar à memória o todo de cada um. 
Um abraço, da Rita.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Momento Sabura 21 Maio

Hoje, durante a manhã, voltei à escola Branca que fica entre vários bairros, de várias cores. E de facto, aquela manhã ficou ainda mais colorida, quando ao entrar na escola um dos meninos, que me tinha ouvido na semana passada, me pergunta: "Vieste outra vez à minha turma?!" eu respondi que não... "Ohhhh... eu já te disse que queria que fosses minha professora todos os dias e até ao sábado e domingo... eu metia-te numa caixinha lá em casa e depois era só abrir e tu estavas lá!". E era isto! Dois pontos de nota: a facilidade na resolução dos problemas por parte das crianças e o poder das histórias!

A Over it é portuguesa e um belo exemplo

Ao ouvir este Martim falar aparece-me um sorriso nos lábios,  ar quente no peito, os pêlos eriçam-se e surge a vontade de dar um muro na mesa do Gaspar e de todos os que, tal como ele, acham que as gerações posteriores às suas são gerações medíocres, à rasca e sem valor. O Crato detesta ter professores e alunos criativos, é mais fácil tê-los cientificamente competentes e humanamente incapazes, chateiam menos, dão menos trabalho e no fim do processo só necessitam obedecer ao que está postulado, escrito e provado. Este Martim deve ter sugado a paciência dos seus professores, pais e afins! Deve ser um miúdo irrequieto, perguntador, desafiador, aventureiro... daqueles que são criativos e que os professores Crateanos tanto detestam. Este Martim que aqui se vê desafiou o Crato, o Gaspar, a Sra Raquel Varela (historiadora, que se picou e necessitou abrir a cauda de pavão tentando deitar por terra o brilhante exemplo que ouviu...), o Silva, a Merkel, o "Ai aguenta, aguenta" e outros tantos mais. Este Martim até pode ter muito dinheiro para investir, ser um "miúdo da linha", mas o que é certo é que se mexeu e já bateu aos pontos muitos que se ficam pelo lamentar. Já encontrei a página da sua marca no Fb e deixo-a aqui para "gostarem" dela: Over it Martim! Quando for grande serei como tu!

Réplica do sismo 15 Maio

Duas réplicas, superiores ao abalo sentido no passado dia 15 de Maio, fizeram sentir-se ao final do dia de ontem. As réplicas foram sentidas ao longo de todo o meu corpo e com o valor de 8 na escala de Mãe. Felizmente, os danos a lamentar são o aparecimento de uma montanha no nosso território, bem como, uma segunda depressão na paisagem.
Ontem, durante o fecho do meu corpo podiam ler-se as seguintes notícias: "Dois dentes a abanar e um a nascer". 

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Fim de semana Sabura --- sul sempre sul

O objectivo era o que se vê nestas duas primeiras fotos... 


Objectivo: qualquer uma serve... a máxima ou a mínima

desde que fosse neste lado do mapa, o que tanto nos faz feliz

Quase jurámos que o tínhamos alcançado quando a meio caminho encontrámos esta paisagem e estes aglomerados de animais ...

Deserto, deserto, deserto

Miragens e distúrbios oculares


Duelos

Amor

Pássaros líricos... ai ai 


Mas a realidade é que a Mãe Natureza estava a reservar-nos esta surpresa para quando chegássemos ao Monte...

Fomos investidos de Guerreiros do Arco- íris 


na casinha do Alpendre







E ficámos muito felizes ao ver o nosso mar

e as novas famílias do Cabo Sardão!

Notícia de última hora - Coadoção

AVISO À NAVEGAÇÃO

O anterior post é totalmente irónico!

Sou muito a favor de uma família monoparental, biparental, homoparental recheada de Amor Verdadeiro.
Sou muito a favor que se deixem de falsos moralismos por este país fora.

Sou contra sim, que pessoas, sejam elas hetero, homo, altas, gordas, baixas, fanhosas, calvas, peludas, professores, jurostas, médicos, jardineiros, barbudas, coxas, direitas, morenas, europeias, africanas, americanas, australianas, asiáticas, trabalhadoras, desempregadas, felizes ou infelizes... tenham a seu cargo uma criança e que não lhe dêem todo o amor do mundo, que as mal tratem, que não as encham de mimo, que lhes falem mal do outro, que não as ensinam a amar... 
Sou contra uma coadoção (mas vejo-a como um bom princípio), porque sobretudo sou a favor de uma adoção (e isto não percebo...porquê um e não os dois). Os casos que conheço são felizes, muito mais felizes que muitas das ditas "famílias normais", porque tudo é uma surpresa e nada é tomado como adquirido. 

Pertantes... aqui fica a rectificação com votos de que parem de bater na ceguinha! 

sábado, 18 de maio de 2013

Coadoção

As notícias da coadopção das crianças por casais homossexuais deixam-me com as entranhas às voltas!
Há muitas coisas que continuo a não perceber. Nesta sociedade portuguesa, situada a sul de uma península, onde todos os dias se vive em harmonia com a natureza, porque raio estragar este equilíbrio, não é?! Estávamos tão bem, entre os melhores valores, com os melhores exemplo e de repente "brotam" uns seres esquisitos a querer estragar tudo... por favor...
Há coisas que não percebo... como é que uns senhores com uma vida impecável, que nunca praticaram qualquer tipo de acto ilícito, que apenas querem o bem da nação, das suas famílias e dos seus filhos... conseguem sequer pensar nestes seres esquisitos que por aí apareceram... uma praga, mesmo. Por favor...
Há coisas que não percebo... como é que uns senhores com uma vida impecável, mulher, filhos, casa, férias, a transbordar de amor conseguiram aceitar que uma família esquisita possa adoptar uma criança? Mas será que não percebem que isso é o pior dos exemplos? Que as crianças ficam traumatizadas, a pensar que a vida é feita a pares de um só género. Que nestas famílias esquisitas não há amor verdadeiro?... por favor...
Há coisas que não percebo... como é que continuam a existir casais heterosexuais a maltratar crianças, pessoas a fazer crescer a alienação parental mas que podem e têm tudo o direito a estar, adoptar, violar, mal tratar... por favor...
O que faz a diferença entre as famílias?! Género ou amor? O que faz uma família? Dois? três? Um? Amor?! Respeito?!

Se calhar, o país dos descobrimentos está a ficar cada vez mais em terra... Mas como Há coisas que eu não percebo, deixo-vos com quem entende do assunto José Morgado, querido professor do Instituto Superior de Psicologia Aplicada http://atentainquietude.blogspot.pt/2013/05/familias-e-criancas.html


....

A sul

Rumo a Sul, rumo a Sul tralarailalai...

Fazer as malas para um fim de semana a sul, no mês de Maio e com roupa quente, meias, polares, fatos-de-banho parece esquizofrénico... é esquizofrénico... mas nós aceitamos! Nós vamos!

Fim de semana Sabura a todos vós! Até já

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dia de bailado

Hoje foi dia de bailado. Ele agarrou-me o corpo e juntos bailámos. Há dias em que a nossa cadência não encaixa. Há dias em que bastavam três estalinhos de dedos para a cadência e embalo serem perfeitos. Hoje, eu e Ele, quase não encaixávamos. A nossa dança vista do camarote parecia um combate entre duas partes... aliás, duas partes que não podiam combater porque um dos jogadores faltou... Ele, o Tempo.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Cúmulo de Maio

O cúmulo de Maio é sair à rua com sapatos de verão e senti-los morder os pés como se fossem de inverno. Há quem tenha achado que isto era mais parecido com o cúmulo do Tarado Sexual, que são aquelas pessoas que tendo pé número 40, compram sapato número 35 só para "lixar" os pés. Não é o caso, não senhor... de Gueixa só mesmo o tom de pele!
(Ele há dias, oh Senhor !!)

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Afinal ganhou Portugal

O verdadeiro valor da competição desportista é olhar para a televisão e ficar contente/descansado/corado porque afinal a equipa portuguesa foi a única a ter medalhas e os outros só levaram uma taça que não dá para andar ao pescoço... essa é que é Eça!

Abalo sísmico

Vejo os riscos subirem pela parede, os sapatos a abrirem uma porta para um dedo curioso, as calças a perderem o seu estatuto e a virarem calções, os punhos das camisolas a protegerem os cotovelos, o umbigo todos os dias a espreitar à janela, os olhos a desviarem-se de mim... e vou aceitando tudo, naturalmente. Mas um dia acordei e este mundo tinha sofrido um abalo sísmico. As ondas de choque fizeram tremer a minha pele, agitar o meu estômago e quase sacudir os meus olhos para fora de órbita. O epicentro foi registado muito perto do meu centro. Não durou muito tempo e o único dano a lamentar foi mais uma linha no meu rosto. Nesse dia, a notícia em destaque no meu corpo tinha as seguintes letras "Abana o primeiro dente do meu filho..."

terça-feira, 14 de maio de 2013

Notícias breves e boas

O Beijo Sabura teve hoje várias notícias boas... brevemente daremos conta de todas elas. Mas é garantido que todas deixarão a humanidade mais feliz. Pelas nossas janelas de oportunidade começam a entrar raios de Luz.

Momento Sabura

Hoje, ao entrar no gueto Alfazina, regressei ao passado à boleia de um cheiro. Um cheiro que as árvores nos ofereciam e que só sentia ao redor da Piscina dos Olivais... memória Sabura!

Bom Sucesso - Lua em Óbidos

O Beija Sabura visitou o que chamam de Bom Sucesso, em Óbidos... mas a conclusão é que não houve sucesso absolutamente nenhum, antes pelo contrário. Quer dizer, o espaço do Bom Sucesso parece uma fatia da Lua, o que por si só já é um sucesso. Temos a Lua em Óbidos (aquela terra tem tudo!). Um aglomerado de casas cheias de assinaturas famosas, todas abandonadas no tempo e todas vazias. O Beijo chegou, entrou na toca assinada e com um espaço envolvente verdejante (aqui a plantação teve sucesso). Depois do insucesso nas vendas, os astronautas decidiram colocar algumas casas à disposição do aluguer. Se quereis visitar a Lua aqui têm uma boa hipótese... apenas a quarenta minutos de Luz de Lisboa!








Ainda os Peregrinos de Leitura, em imagens...

Sónia Costa - Biblioteca Municipal de Pombal -
A mulher que nos faz andar pelos Caminhos de Leitura

Os livreiros presentes na Feira do Livro

Cristina Paiva (Associação Andante)
em viagem pelas  imagens do Gémeo Luís
com a princesa Milhões

Paulo Condessa, ou melhor, Senhor Beringela

Miguel Horta, ou melhor, Senhor Curgete

Palavras para oferecer à população de Pombal

Senhores Curgete e Beringela
no ensaio da manifestação das Palavras

Fadas à entrada do Castelo de Pombal

Fadas de Palavras

Susana Silvestre (Bibliotecas de Lisboa)
Fada Gina
Cristina Taquelim (a Fada Alentejana disfarçada)

Mafalda Milhões ... finalmente pudemos olhar para ti!

Este ano o Bichinho de Conto
levava uma Horta de Livros e de chás

A outra Fada Que Batalha

A praia da Iara (Margarida Botelho)

Um abraço a José Jorge Letria (40 anos de carreira)


Os Peregrinos da Leitura

A Fada da Floresta
que acolheu as flores que os Peregrinos levavam
até ao Castelo