quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Cada um na sua memória (música Sabura)

Que belo retrato para o ponto de vista de cada um... é verdade! A nossa memória imprime e regista no seu tempo o que mais lhe convém. Torce. Distorce. Reinventa. Acha que pode viver a dois, mas não. Cada um tem uma e, a menos que registe noutro local, estamos sujeitos às suas regras.



Sem comentários:

Enviar um comentário