quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Eduquem os filhos. Formem os Alunos.

Há dias em que o Alves me tira mesmo do sério. Fico com a sensação de que posso cometer um crime violento. Há dias em que nem a minha pessoa, nem a minha formação, nem a minha educação ou a minha vida me dão capacidade para lidar com um ser de apenas sete anos. E isso faz com que se coloque alguma coisa em causa. 
Sessenta minutos de frente-a-frente. 25 para uma. E um consegue arruinar o trabalho de 25. O truque, este aqui: de mandar este aluno à casa-de-banho,  já teve mais sucesso. Continua a tê-lo, e inclusive já é replicado, mas a turma já percebeu o engodo e agora é motivo para todos ficarem atentos à entrada do Alves na sala, em vez de se concentrarem na actividade. E hoje foi mais um dia do Alves ir à casa de banho várias vezes. Foi dia de não parar, não obedecer, não agradecer, não ficar agradado, não querer saber, incomodar, chatear, gritar, pular, esconder-se... até ao ponto em que tomei uma atitude muito anti-pedagógica (que não revelo em público, claro) mas que, à sombra dos meus pensamentos, ficou muito aquém da minha real vontade. Definitivamente há pessoas que não encaixam umas com as outras. Hoje, eu saí de lá a pensar, mais uma vez, que se enganaram no nome do Ministério. Não é ministério da EDUCAÇÃO mas sim da FORMAÇÃO!!! Eduquem os filhos em casa para terem alguma formação nas escolas. Eduquem os filhos a serem cidadãos. Eduquem os filhos a serem pais. Eduquem-nos e deixem a parte da formação académica para nós. Mas eduquem-nos a serem seres humanos que não vivem à margem do favor de ter nascido. Eduquem-nos para crescerem felizes com eles próprios. Eduquem-nos a acreditar que são gente importante e singular neste mundo!

Sem comentários:

Enviar um comentário