terça-feira, 19 de maio de 2015

Um dia vou vestir o casaco certo ao meu coração...




Um dia vou vestir o casaco certo ao meu coração.

Um casaco com corte marcado a giz branco,

com a medida certa, nem muito justo, nem muito folgado,

que quase não se nota à luz do olhar

de tão bem que me assenta,

que só um olhar experiente 

consegue desunir-me dele,

um casaco com tantas linhas para a direita

como para a esquerda,

que me fica bem em qualquer parte do corpo

ora somente em cima de um ombro, ora tapando as pernas,

ora com as mangas vestidas, ora atado à minha cintura,

um casaco sempre perfumado,

com aromas simples e claros,

um casaco com um bolso largo

que convida a conhecer e partilhar segredos,

um casaco feito de um tecido tão delicado

quanto forte,

Um casaco onde a diferença está escondida

nos pormenores,

nos detalhes das linhas...


e por entre linhas eu irei passear-te

e encaixar-nos naquelas paisagens

que vão bem com a nossa pele,

naqueles lugares que só aos dois pertence

...

e depois, 

durante e até antes, tu poderás aconchegar-me

a alma

e eu, 

aconchegar-te o coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário