terça-feira, 7 de maio de 2013

O contracto era claro. Daquele encontro resultaria o fim do mundo. Não fazia sentido continuar a existir mais nada ou alguém. Sabiam que existia uma hora e um lugar certo para que isto acontecesse e nada mais era necessário. Apenas deviam cumprir as ordens de espaço e de tempo. Eles os dois. E na hora certa e no lugar exacto levaram a cabo o seu plano. Ele levantou-lhe a anca do chão, amparou-a com uma mão e com a outra escreveu no topo da sua curvatura - FIM do MUNDO

Sem comentários:

Enviar um comentário