segunda-feira, 4 de novembro de 2013

hoje

Há momentos que têm a força de parar o nosso Tempo e de lhes retirar todas as palavras... 
Mas... é mesmo nestes dias que temos de  parar para olhar/descobrir o que foi bom, descobrir o invisível, e foi bom receber um abraço sorridente do meu filho, acompanhá-lo numa consulta médica e ouvir dizer "está tudo bem! É um rapaz e tanto!". Foi bom perceber que as minhas vontades educativas não são um projecto concreto, são utopias da educação! Foi bom ouvir dizer "estás bonita". Foi bom poder dizer "gosto de gostar"...
Como dizem os meus amigos "algarvéos" marafados "há dias bons e dias cabrons"...este esteve quase para ser muito "cabron" mas graças a este Beijo Sabura, não foi! Namasté ! 

1 comentário:

  1. Hoje foi um dia cabron, em que não houve lugar para o "gosto de gostar".
    O que vale é que amanhã é outro dia e a cor da esperança é renovável.

    ResponderEliminar