domingo, 5 de janeiro de 2014

Benfica sem "E"

Benfica ficou sem o seu "E"... 
é sabido por todo o mundo que se perdeu, fisicamente, mais um valor. Um valor especial porque, acima de tudo, nos servia como um bom exemplo. Era O Homem da ética nacional do desporto. Hoje, na comunicação social, várias palavras se ouvem acerca do nosso Eusébio. As que mais me marcaram, e mais sentido me fizeram, foram as de Tony: "Existem muitos príncipes, mas Rei só existe um, e é o Eusébio". Sobretudo, e o maior exemplo que fica, é o de ser um jogador de alta competição em que o seu rótulo são os valores éticos. E, para quem cresce na alta competição, deve ser o exemplo a seguir. Dificilmente estes valores surgem em quem não foi educados com eles. Tenho a certeza que o Eusébio terá crescido no meio deles. Vale a pena recordar tudo, vale a pena três dias de luto nacional, valem a pena todas as homenagens. Porque nenhum destes momentos será maior do que, o aquele Ser humano foi. Mandela e Eusébio, dois homens a vingarem pela humildade, sentido de justiça, crença e valores éticos. Benfica sem o seu "E" mas para sempre Glorioso de o ter tido e merecido!


Sem comentários:

Enviar um comentário