domingo, 10 de março de 2013

Dia cheio

Melhor Morna CVMA Cabo Verde Music Awards (2013)... Carmen Sousa "6 on na Tarrafal"


Depois de um daqueles dias cheios de coisas boas, soube-me muito bem chegar à Carmen. Cabo Verde está na festa dos seus batuques!
Para mim o dia foi completo entre amigos, família, crianças e adultos. As crianças com a energia contagiante, com uma força e simplicidade perante a vida que me deixa sempre de boca aberta e a reconhecer que tenho saudades daquele estado de vida. Enquanto crianças temos uma visão tão clara e simples de tudo, e estamos tão bem apetrechados de cargas positivas. Tudo tem uma solução de fácil escolha. O caminho é claro e lutamos até à exaustão por todas as metas. Somos admiráveis naquele estado. Não há ninguém que não seja. Depois é aquela história que sabemos... a poeira dos dias vai assentando nos ombros e nós vamos ficando mais pesados e carregados. Vamos ficando mascarados. Vamos ponderando todas as hipóteses. Deixamos de lutar por todas as metas. As soluções deixam de ser fáceis. Hoje li algures "agora que cresci só quero voltar a ser criança" e às vezes apetece. Mas não tendo uma máquina do tempo, posso apenas desejar que consiga de novo o olhar da criança, que o optimismo não arrede pé de mim e que não desista de nenhuma meta. Felizmente, e desculpem quem está desse lado, mas eu tive a sorte de ser escolhida pelo melhor filho! E é ele que alerta para os meus "deslizes" de contentamento. Aliás, as primeiras coisas para as quais me alertou na vida foram, ensinar-me a embalar na dança (ainda estava ele no T0 aquático) e, sorrir logo pela manhã (até então acordava em cima daquela linha que separa tudo... nem acima, nem abaixo... na linha). Estar disponível para reconhecer que, enquanto crianças, somos seres humanos muito mais bonitos, teoricamente é fácil, mas na prática é bem mais difícil. 

2 comentários:

  1. A propósito, um abraço aqui de Cabo Verde, terra cheia de calor e de vento! Patrícia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Patrícia esse abraço chegou na hora certa e veio aquecer o espírito tuga que ultimamente vive enregelado com o frio e chuva! Beijos Sabura!

      Eliminar